fbpx

Pensando em personalizar o seu carro? Os acessórios são uma alternativa interessante para quem deseja dar um up na estética automotiva. No entanto, é preciso tomar alguns cuidados! Nem todas as peças são permitidas. É isso mesmo: existem alguns acessórios para carros proibidos por lei, gerando multas aos condutores. É o que você vai ver a seguir!

Quais são os acessórios automotivos proibidos?

Veja os cinco principais acessórios que podem ocasionar uma bela multa caso você seja pego pela fiscalização.

1. Películas escuras

Apesar de parecerem ótimas alternativas para dias ensolarados e darem mais privacidade aos motoristas, as películas escuras não são permitidas. De acordo com o Contran, a transparência mínima deve ser de 75% no para-brisa, 70% nos vidros laterais dianteiros e 28% nos outros vidros.

Ou seja, você até pode fazer essa personalização, desde que fique abaixo dos 25%. Portanto, as películas G5, com apenas 5% de transparência e G20, com 20%, são ilegais. 

2. Escapamentos esportivos

Se você deseja incluir um escapamento esportivo no seu veículo, precisa saber que existe um processo para legalizá-lo. Isso porque o artigo 230, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), afirma que, ao conduzir um automóvel com característica alterada, o motorista pode levar uma infração grave, com multa e pontos na CNH, além de ter o carro retido para regularização. Portanto, o ideal, ao fazer a troca do escapamento, é solicitar uma autorização de alteração do automóvel ao Detran. Vale ressaltar que são permitidos todos os modelos de escapamento esportivo que respeitam o limite máximo de decibéis e retenção de gases poluentes.

3. TV

Com toda a tecnologia disponível nos dias atuais, muitos motoristas acabam incluindo alguns acessórios extras, como centrais multimídias que contêm TVs e DVDs. No entanto, a transmissão só pode acontecer quando o carro estiver parado, caso contrário, pode prejudicar a atenção do condutor. Se você for flagrado, será autuado.

4. Envelopar o carro

Se você deseja envelopar o automóvel para mudar a cor ou cobrir alguns riscos, precisa estar ciente da seguinte regra: se o envelopamento se estender por mais de 50% do veículo, o Detran vê a situação como mudança de cor. Nesses casos, é necessário alterar o documento do carro.

5. Faróis de xenônio

Esse tipo de farol está proibido desde 2011, de acordo com a resolução 384. Isso porque, caso ele for mal instalado, pode prejudicar a parte elétrica do automóvel. Só é permitido quando vier incluso no carro direto de fábrica. Portanto, se você decidir aplicar esse acessório no seu veículo e for flagrado, terá que arcar com multa, pontos na carteira e até retenção do carro para regularização.

Conte com os acessórios Keko

Os nossos acessórios têm garantia de qualidade, contam com características exclusivas que facilitam a sua rotina e ainda apresentam um visual incrível. Ideais para quem deseja personalizar o veículo dentro da lei!