fbpx
Barulho no carro: 10 causas que podem estar comprometendo o seu veículo

Sabe aqueles barulhos no carro que você ouve em condições específicas ou até mesmo que já fazem parte da sua rotina? Saiba que se eles existem significa que há algum problema em seu veículo.

Diante disso, é preciso ficar atento e procurar um profissional para identificar a causa o quanto antes. Isso porque essa situação pode prejudicar peças e sistemas completos do seu carro, gerando uma grande dor de cabeça e gastos inesperados.

Neste artigo, você vai conferir os principais fatores que ocasionam os ruídos dos automóveis. Acompanhe!

Devo ficar atento aos barulhos do carro?

Assim como você procura um médico quando percebe que há algo de errado com a sua saúde, é preciso visitar um mecânico ao identificar qualquer barulho diferente em seu carro. Dessa forma, ele irá fazer um diagnóstico analisando a causa e resolverá a questão.

Se o ruído for notado rapidamente, é possível agir de forma precoce, substituindo uma peça, por exemplo, o que evita danos em demais itens e reduz os custos na mecânica futuramente. Por isso, não espere o barulho passar, pois ele pode, inclusive, aumentar!

Vale lembrar que os sons podem ser de diversas maneiras e em inúmeras situações, como:

  • Ruído de água no carro;
  • Quando aumenta a velocidade;
  • Barulho de ferro raspando quando acelera;
  • De rolamento quando acelera;
  • De grilo nas portas e no painel;
  • Som estranho ao acelerar e ao frear;
  • Tipo um assobio no motor;
  • E assim por diante.

10 causas que podem estar causando barulho no carro

Veja quais são os principais motivos dos barulhos no carro:

1. Vazamento de óleo

Se sons em forma de assobios são emitidos, isso pode significar vazamento de óleo. Para confirmar essa teoria, verifique o local em que o carro ficou estacionado e procure manchas de óleo no chão. Caso identifique esse sinal, é importante solicitar a confirmação de um profissional.

2. Pouca ou falta de aditivo no radiador

Caso escute barulho de água no carro, como se fosse um vazamento, confira o reservatório de arrefecimento (com o carro frio e desligado) e certifique-se de que o volume está no nível indicado.

Isso porque, se não tiver a quantidade adequada no reservatório, você pode enfrentar sérios e permanentes problemas com o motor do automóvel. Se esse for o seu caso, lembre-se de acionar um mecânico e não utilizar o veículo.

3. Problemas nos amortecedores

Nesta situação, além de barulhos semelhantes a “toc-toc”, há trepidações no veículo e perda da estabilidade. Isso indica que reparos no conjunto de amortecedores precisam ser realizados.

Geralmente, eles são ouvidos ao passar por buracos, lombadas, desníveis da pista ou quando o condutor vira o carro para a esquerda ou para a direita.

4. Desgaste das pastilhas de freio

Se, ao pisar no freio e girar o volante, você observa um barulho agudo, como se algo estivesse raspando na roda, pode ser sinal de que as pastilhas estejam desgastadas e precisam ser trocadas.

Mas, caso tenha feito a troca recentemente e, ainda assim, elas estão fazendo barulho, existe a possibilidade de que as pastilhas sejam de má qualidade ou muito duras.

5. Problemas na suspensão

Pancadas secas e molas rangendo ao passar em desníveis do solo ou balanço da traseira do carro nas curvas indicam problemas na suspensão. Isso afeta a estabilidade do veículo, reduzindo a segurança dos ocupantes do veículo.

6. Pneus desalinhados

Barulhos estridentes e constantes nos pneus podem indicar desalinhamento, comprometendo toda a estabilidade do carro. Por isso, é válido observar cada um deles, verificando se há a presença de anomalias (rasgos, descamação, caroços, etc).

7. Problemas nos rolamentos

Sons ásperos vindos das rodas, semelhantes a um ronco ou à presença de areia, apontam defeitos nos rolamentos da roda.

Geralmente, o barulho começa fraco e aumenta à medida que o veículo se move. Problemas no rolamento também representam perigo para a segurança, comprometendo a direção do carro.

8. Problemas no ar-condicionado

Se perceber um ruído contínuo no painel ao ligar o ar-condicionado, provavelmente o compressor está com algum defeito. Pode ser: excesso de gás, compressor sem torque, tubulação de gás em conflito com os demais elementos de compressão, entre outros motivos.

9. Falta de fluido na caixa de direção

Ruídos como um assobio representam também a ausência de óleo na caixa de direção ou até mesmo o vazamento dele. Recomenda-se fazer a troca de fluido a cada 10 mil quilômetros percorridos ou quando notar o nível baixo.

10. Tensão da correia dentada

Barulhos contínuos vindos do motor, semelhantes a uma corrente arrastada pelo chão, geralmente indicam que ocorreu a perda de tensão da correia dentada. Esse problema merece uma atenção especial, pois pode resultar em danos ao cabeçote do motor e demais componentes, e o conserto não costuma sair barato.


Como evitar o surgimento de barulhos no carro?

Mesmo após conferir todas essas orientações, a fim de identificar a causa dos barulhos no carro, o parecer de um especialista é indispensável. Afinal de contas, é ele quem irá indicar a melhor ação para resolver a situação e garantir que o serviço seja realizado de forma adequada.

Lembre-se: a prevenção sempre será a melhor aliada dos veículos. A simples prática de levar o carro com frequência ao mecânico ou logo quando for notado anomalias pode render ao seu bolso economia, além de garantir segurança a você e vida útil ao veículo.

Acompanhe o material que produzimos sobre como manter a segurança do seu automóvel: 5 dicas para manter a segurança do carro. Vale a leitura!

Aproveite também para se inscrever em nossa newsletter e ficar antenado sobre o mundo automotivo.

Se Inscreva